Frete grátis para todo o Brasil e 30 dias para reembolso

Carregando...

Seu pedido

Esqueci minha senha

Preencha seu e-mail de cadastro, você receberá as instruções para criar uma nova senha.

Outras opções
Já tenho cadastro Criar uma nova conta

Criar uma nova conta

Acesse seus pedidos e gerencie seus dados.

Já tem uma conta
Acessar minha conta

Ph da pele: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O estudo do pH da pele e dos vários fatores que influenciam o seu equilíbrio envolve vários especialistas há muito tempo.

Para ajudar você a entender mais sobre o pH da pele, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessada em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

Primeiros estudos da área

Dos primeiros estudos rudimentares, iniciados entre os últimos anos de 1800 e o início de 1900, várias décadas já se passaram, caracterizadas pela alternância de inúmeras técnicas.

No início da década de 1950, o Dr. Blank conseguiu, com certa repetibilidade, caracterizar o pH da pele observando valores entre 4,2 e 5,6.

Atualmente, os principais especialistas na área acreditam que o pH da pele humana oscila entre 4,5 e 5,6. Um estudo publicado no International Journal of Cosmetic Science relatou que o nível de pH ideal está logo abaixo de 5 1.

Em relação ao pH ideal da pele, entretanto, deve-se considerar que:

ph da pele 1

Mas o que é pH?

pH, essas são as iniciais de duas palavras: hidrogênio potencial. Em suma, pH é uma medida que define a atividade química dos íons de hidrogênio em uma solução.

Concretamente, é um dado que indica o nível de acidez de um ambiente físico. A escala de pH é medida de 1 a 14:

Mas qual o pH da pele?

Como todos os meios de comunicação que constituem o corpo humano, a pele possui um pH ligeiramente ácido, que geralmente está entre 4 e 6. O pH varia dependendo do tipo de pele:

Porque é importante?

Manter um pH ácido da pele contribui para:

Filme hidrolipídico

A epiderme é permanentemente coberta por uma fina camada protetora, chamada de filme hidrolipídico. Esta fina camada é composta por uma mistura de secreções sebáceas e secreções das glândulas sudoríparas, o suor.

Essa camada também é chamada de manto ácido. Sua presença na superfície da pele é fundamental, pois tem papel protetor.

Flora da pele

A pele fica permanentemente coberta por diferentes micróbios, chamados de flora cutânea. Entre esses micróbios estão os estreptococos e estafilococos, que geralmente criam infecções bastante desagradáveis, por serem purulentos.

Quando um pH levemente ácido é mantido, a integridade da pele é preservada e esses micróbios, colocados em condições que não permitem que eles se ativem ou se multipliquem, tornam-se inofensivos na superfície da pele.

Além disso, o manto ácido evita a proliferação desses famosos micróbios na superfície da pele, bem como sua penetração nas camadas profundas da epiderme e até mesmo na derme. 

O que acontece quando o pH da pele muda?

Quando as secreções sebáceas se tornam muito grandes, a composição do filme hidrolipídico é modificada. O meio então se torna ligeiramente básico, ou alcalino, e então permite a proliferação dos famosos micróbios.

Os estreptococos e estafilococos presentes penetram nos poros da pele e causam infecções purulentas, chamadas pústulas.

Como manter um pH ácido?

Para manter um pH ácido, você deve limpar a pele regularmente com um limpador de pH neutro ou levemente ácido. A maioria dos sabonetes tem um pH alcalino. A pele fica limpa, mas um pouco demais… Esses sabonetes têm uma ação na pele chamada desengordurante:

Portanto, para preservar o pH da pele, é melhor usar um sabonete levemente ácido, cujo pH seja próximo ao da epiderme. Ele será devidamente limpo e manterá a preciosa proteção do manto ácido.

ph da pele 2

PH dos cremes

Os cremes gordurosos também têm um pH ligeiramente alcalino. Portanto, são recomendados para pele seca. Eles permitem restaurar artificialmente a sebo e a hidratação que lhes faltam.

Por outro lado, para a pele oleosa, é preferível o uso de cremes sem oleosidade, isentos de agentes graxos, com pH levemente ácido, que reequilibra o pH da pele oleosa e cuja função é apenas fornecer agentes à pele hidratantes.

Gostou de saber mais sobre o pH da pele? Então inscreva-se na comunidade Evi para receber todas as novidades do blog!

O post Ph da pele: tudo o que você precisa saber sobre o assunto! apareceu primeiro em Evi.