Frete grátis para todo o Brasil e 30 dias para reembolso

Carregando...

Seu pedido

Esqueci minha senha

Preencha seu e-mail de cadastro, você receberá as instruções para criar uma nova senha.

Outras opções
Já tenho cadastro Criar uma nova conta

Criar uma nova conta

Acesse seus pedidos e gerencie seus dados.

Já tem uma conta
Acessar minha conta

Niacinamida: o que é e quais são os principais benefícios?

A niacinamida é pouco conhecida, embora tenha qualidades inegáveis ​​para tratar a maioria das doenças e sinais da pele!

Este grupo de vitamina B derivado do ácido nicotínico é encontrado sob diferentes nomes: vitamina B3, vitamina PP, niacinamida ou mesmo niacina.

Ao longo desse artigo, você entenderá mais sobre a niacinamida e quais são os benefícios para a pele. Quer saber mais? Então acompanhe agora mesmo!

O que é a niacinamida?

Em palavras simples, a niacinamida é uma substância solúvel em água, bem como um antioxidante. Essa vitamina possui um pH neutro, sendo assim, é excelente para a pele sensível.

Suas propriedades e benefícios para o cuidado do rosto são muitas e é essa característica de resolver muitos pequenos problemas que torna a niacinamida um ingrediente cada vez mais popular e usado.

Em primeiro lugar, é a melhor amiga da pele estressada e poluída. A niacinamida protege e fortalece a barreira cutânea contra as agressões de agentes externos.

Com o uso constante, você terá uma tez mais homogênea e uma textura de pele mais fina e compacta, com poros menos dilatados.

Também tem ação iluminadora e clareadora em manchas escuras e cicatrizes de acne, mas não só! Contrasta de forma muito eficaz com o aparecimento de novos sinais, graças a uma ação anti-inflamatória.

Ao longo do artigo, você entenderá ainda mais sobre os benefícios da niacinamida para a pele.

niacinamida 1

Benefícios da niacinamida para a pele

Contra vermelhidão, pele ultra seca e eczema

A vitamina B3 é um ingrediente ativo ultra hidratante frequentemente usado para combater o ressecamento severo da pele, que leva ao eczema.

Com efeito, a niacinamida melhora a função de barreira da pele ao estimular a síntese de lipídeos que constituem uma espécie de cimento que limita as perdas de água e combate os estados de secura atópica.

Melhor renovados, esses lipídios naturais aumentam a capacidade de cicatrização da pele. Este efeito regenerador foi comprovado por estudos com a concentração de 2% de niacinamida em um tratamento.

Além disso, a vitamina B3 é anti-inflamatória e por isso, reduz a sensibilidade da pele e os sintomas da rosácea, reduzindo o superaquecimento e a irritação.

Contra rugas

A niacinamida estimula a produção de colágeno e estudos mostram que ela é eficaz principalmente em peles mais maduras.

Atua como um antioxidante e, portanto, ajuda a reparar os danos dos raios ultravioleta da pele, retardando a oxidação das células epidérmicas que, atacadas pelos radicais livres, desencadeiam o envelhecimento da pele.

Essa vitamina, portanto, retarda o estresse oxidativo, o principal fator no aparecimento dos sinais de envelhecimento. Na prática, isso resulta em uma melhora na textura da pele, que vai adensando e firmando gradualmente!

Além disso, como a niacinamida reduz a sensibilidade, aumenta a tolerância da pele a ingredientes ativos antirrugas ou anti-acne altamente irritantes, como os retinóides em sua forma mais ativa (vitamina A).

Na verdade, na presença de irritantes, a niacinamida reduz a inflamação. Assim, a adição de um creme bem concentrado em niacinamida (pelo menos 5%) a uma rotina skincare permite que a pele sensível suporte melhor certos tratamentos anti-acne ou antienvelhecimento, e assim, se beneficie melhor de seus benefícios.

Mesmo que isso não seja formalmente comprovado, alguns sites afirmam que a vitamina C e a niacinamida são incompatíveis e que seus respectivos efeitos se anulam ou pelo menos diminuem.  

Contudo, como você verá ao longo desse artigo, verá que essas duas substâncias podem se complementar e, assim, aumentar ainda mais os benefícios para a sua pele.

Contra acne

Este é novamente o efeito anti-inflamatório que atua para reduzir a inflamação das espinhas. A niacinamida também é creditada com a propriedade de reduzir ligeiramente a aparência dos poros.

E, claro, sua maciez o torna um aliado de escolha para peles frequentemente maltratadas e irritadas por tratamentos de acne.

Ao contrário dos produtos antibacterianos que podem causar um efeito rebote ou uma adaptação das bactérias (que se tornam mais resistentes e mais difíceis de tratar), a niacinamida atua delicadamente acalmando e reduzindo a inflamação.

Demora mais, mas há menos efeitos colaterais, como vermelhidão e irritação, e menos retorno virulento da acne adulta com este ativo. Este último é, portanto, particularmente adequado para o tratamento da acne leve ou tardia.

Contra manchas marrons

A vitamina B3 também é conhecida por reduzir manchas e outros sinais de pigmentação. Na verdade, além de todas as suas outras qualidades, ela diminui e regula a produção de melanina. Na Ásia, é frequentemente por isso que está presente em muitos tratamentos.

A partir de 2% de niacinamida em fórmula adequada, seria possível observar uma redução na intensidade da cor das manchas já em quatro semanas.

Além disso, essa propriedade clareadora não é acompanhada pelo inconveniente que pode causar outros princípios ativos usados ​​para essa finalidade, como a vitamina C ou certos ácidos. Porém, é preciso ter paciência antes de obter resultados, pois a ação é muito gradual.

Pode ajudar a prevenir melanoma

O melanoma é um tipo grave de câncer de pele que se desenvolve nas células que produzem a melanina, o pigmento que dá a cor à pele.

A exposição aos raios ultravioletas (UV), do sol ou de câmaras de bronzeamento, danifica o DNA das células ao longo do tempo e está fortemente relacionada ao melanoma.

Devido ao seu papel na manutenção da saúde das células, os suplementos orais de niacinamida demonstraram melhorar o reparo do DNA na pele danificada pelos raios ultravioletas.

Como tal, a niacinamida é um suplemento promissor que pode proteger contra o melanoma, especialmente em populações de alto risco, como aquelas que tiveram câncer de pele diferente de melanoma no passado.

Para quem a niacinamida é recomendada?

De fato, qualquer uma pode ser aproveitar os benefícios da niacinamida. Na verdade, a vitamina B3 é ideal para todas aquelas que desejam iluminar a pele, atenuar o envelhecimento da pele ou ambos.

No entanto, observe que a niacinamida não é tão ativa quanto os outros ingredientes, então leva mais tempo para ver os resultados em longo prazo. E como sempre, ao testar um novo ingrediente ou produto, é melhor testar uma pequena área apenas por precaução.

A niacinamida e a vitamina C podem ser usadas juntas?

É hora de acabar com o mito, desta vez sobre alegações confusas online sobre dois de nossos ingredientes favoritos para cuidados com a pele: niacinamida e vitamina C.

Vários blogs e até alguns artigos de revistas de beleza afirmam que, embora os dois ingredientes sejam ótimos sozinhos, a combinação eles criam um problema duplo: primeiro, neutraliza a eficácia de ambos os ingredientes e, segundo, pode criar uma substância (ácido nicotínico) que causa vermelhidão da pele.

Contudo, isso é diferente do que monstra uma pesquisa. De fato, ela mostrou que a combinação de niacinamida e vitamina C não causa problemas de pele. Na verdade, a combinação pode levar a uma grande variedade de benefícios!

Isso significa que você está segura para usar a niacinamida e a vitamina C, juntas no mesmo produto ou combinadas a partir de produtos diferentes que você coloca uma sobre a outra.

Os benefícios dessa mistura são numerosos: sozinha, a niacinamida é um ingrediente restaurador da pele que pode melhorar visivelmente a aparência de poros dilatados, linhas finas e pele opaca.

A vitamina C é um potente antioxidante que defende a pele contra agressões ambientais, bem como um agente iluminador que pode melhorar os sinais visíveis de envelhecimento.

Efeitos colaterais que podem ocorrer

A niacinamida é geralmente bem tolerada em doses apropriadas, principalmente porque quantidades excessivas são excretadas na urina.

O limite superior tolerável de vitamina B3 é de 35 mg por dia. Esta é a quantidade menos provável de causar ondas de calor, vermelhidão, coceira e formigamento na pele, um efeito colateral conhecido do ácido nicotínico.

Contudo, também foram relatados efeitos colaterais menores associados à niacinamida, como desconforto no estômago, náuseas e dor de cabeça.

Em resumo, se for ingerida da forma correta, a niacinamida tem poucos riscos à saúde, bem como, poucos efeitos colaterais conhecidos.

Dito isso, é melhor consultar seu médico antes de tomar um suplemento de niacinamida – ou qualquer outro suplemento – para avaliar seu risco individual.

niacinamida 2

Conclusão

Como você pode ver ao longo desse artigo, a niacinamida é uma forma de vitamina B3 (niacina) que desempenha um papel importante no metabolismo energético e na saúde celular.

De fato, pode oferecer benefícios relacionados a cuidados com a pele e câncer de pele, bem como doença renal crônica e diabetes tipo 1.

Vale lembrar que a niacinamida é geralmente considerada segura, com poucos efeitos colaterais nas doses corretas. Além disso, está disponível como suplemento dietético e é um ingrediente comum em produtos para a pele.

No entanto, como qualquer outro produto, é melhor consultar seu médico antes de tentar a niacinamida.

Gostou de saber mais sobre a niacinamida? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

O post Niacinamida: o que é e quais são os principais benefícios? apareceu primeiro em Evi.