Frete grátis para todo o Brasil e 30 dias para reembolso

Carregando...

Seu pedido

Esqueci minha senha

Preencha seu e-mail de cadastro, você receberá as instruções para criar uma nova senha.

Outras opções
Já tenho cadastro Criar uma nova conta

Criar uma nova conta

Acesse seus pedidos e gerencie seus dados.

Já tem uma conta
Acessar minha conta
Crise da meia-idade: o que é e como viver melhor esse momento?

Crise da meia-idade: o que é e como viver melhor esse momento?

Frequentemente, a crise da meia-idade muda a vida de uma pessoa, não necessariamente para pior. Se você também está nessa delicada etapa, é preciso descobrir a melhor forma de lidar com ela e aproveitar a vida

A Evi, acredita que a crise da meia-idade não existe de verdade. Isso porque, a idade é apenas um número. O que importa realmente é sua saúde física e mental.

Ao longo desse artigo, você entenderá mais sobre aspectos importantes da crise da meia-idade e como pode viver melhor esse momento. Quer saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

A crise da meia-idade realmente existe?

Durante anos, a crise da meia-idade evocou um repertório variado de clichês, muitas vezes irrealistas e dramatizantes. Também por isso, hoje, há uma tendência de não se definir mais como uma crise, mas como uma transição da meia-idade.

Especialistas em saúde mental afirmam que o termo crise, na verdade, muitas vezes é inadequado, pois embora esta fase da vida possa ser caracterizada por distúrbios físicos e psicológicos, também pode representar um período de grande crescimento interior.

No caso das mulheres, esta fase quase sempre coincide com o período da menopausa, certamente um momento muito delicado e nem sempre fácil de gerir.

Tanto homens, quanto mulheres têm a mesma probabilidade de experimentar a crise ou transição da meia-idade. A única diferença está na forma como é tratada.

As mulheres tendem a basear seu valor nos relacionamentos interpessoais, mesmo que tenham uma carreira de sucesso. Consequentemente, elas são mais inclinadas a avaliar mais criticamente seu desempenho como esposas, mães ou ambas.

Tudo está tumultuado do ponto de vista físico, psicológico e espiritual. Para alguns, pode ser esclarecedor, para outros, difícil. A maneira como essa fase da vida é abordada depende de uma série de fatores, incluindo o apoio do parceiro e de entes queridos e a força de caráter.

O sentido da crise da meia-idade parece, portanto, vinculado a um momento em que a maior consciência do nosso ser e nos obriga a lidar com questões profundas e existenciais, ligadas ao tema de quem somos e de quem queremos ser.

Quais os sintomas da crise da meia-idade?

Não há sintomas comuns a todas as mulheres e necessariamente sempre presentes que identificam a crise da meia-idade.

Os mais comuns são: maior insegurança, conflitos mais frequentes com os parceiros, ruminar erros do passado, tédio e falta de objetivos e estímulos.

Sem dúvida, um dos sinais mais evidentes dessa crise é a necessidade de voltar a ser jovem. Esse sentimento pode levar a buscar novas experiências, fazer coisas não feitas antes por vários motivos, vestir-se como adolescente, ir a clubes ou discotecas, etc.

Essa nova atitude diante da vida pode se transformar em um despertar maravilhoso, uma forte motivação que nos afasta da rotina.

Contudo, também pode causar uma grande saudade que nos bloqueia e nos empurra a vivenciar uma espécie de letargia mental e emocional, nos fazendo esquecer que na verdade, ainda há muitas coisas que podem ser feitas.

Duração da crise da meia-idade

Quanto à duração da transição da meia-idade, não existe um período de tempo predefinido. Para alguns, esse período pode durar alguns meses, para outros até anos.

Tudo depende não só do caráter de cada pessoa, mas também do seu passado, posição social, ambiente familiar e do apoio que recebe.

No entanto, a ciência nos conforta ao provar que, uma vez que chegamos ao fundo, só podemos voltar atrás. Depois de aprender a aceitar sua vida como ela é, além de não se prejudicar pensando no passado, você encontrará a serenidade que pensava estar perdida para sempre.

crise da meia-idade

Como viver melhor esse momento?

Existem diversas dicas que podem fazer você viver a crise da meia-idade da melhor maneira possível. Dentre elas:

Mantenha uma atitude positiva

A idade traz experiência, sabedoria e conhecimento. Você ainda tem muitos anos pela frente e certamente não vale a pena viver no sofrimento.

Aproveite a vida

A experiência de crescer e passar por tantas dificuldades a torna ainda mais interessante, além de mais forte. Você tem maior autocontrole e dificilmente se descobrirá sem saber as consequências de suas ações.

Lembre-se sempre que a melhor época para se viver é o “aqui e agora”. Não associe juventude com felicidade: em todas as fases da vida você pode ser feliz.

Pense nisso

No meio da sua vida é um bom momento para pensar no que você fez e no que ainda pode fazer. Não é tarde para concluir um projeto, para realizar um sonho e para traçar novos objetivos a serem alcançados.

Aceite as mudanças físicas

Ser atraente passa pelo corpo, mas também se refere à mente.

Se para todos nós a importância de ter uma boa aparência e sentir-se bem com o aspecto físico é inegável, é igualmente importante entender que esses aspectos também estão intimamente ligados à nossa serenidade interior feita de motivações, emoções, autoestima e aceitação.

Vá em busca de si mesmo

Enquanto em nossas escolhas nos permitirmos ser condicionados por necessidades induzidas, por modelos a imitar e ideais irrealistas, muitas vezes seremos confundidos e enganados por aparências e comportamentos que potencialmente não nos pertencem e que não nos permitem nos expressar em forma autêntica de quem somos.

Gostou de saber mais sobre a crise da meia-idade? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

O post Crise da meia-idade: o que é e como viver melhor esse momento? apareceu primeiro em Evi.

Você também pode gostar

Recomendado para você