Frete grátis para todo o Brasil e 30 dias para reembolso

Carregando...

Seu pedido

Esqueci minha senha

Preencha seu e-mail de cadastro, você receberá as instruções para criar uma nova senha.

Outras opções
Já tenho cadastro Criar uma nova conta

Criar uma nova conta

Acesse seus pedidos e gerencie seus dados.

Já tem uma conta
Acessar minha conta

Alimentos que deixam a pele oleosa: tudo o que você precisa saber!

Para combater a pele oleosa também é importante atuar na alimentação. Cuidar da alimentação pode, de fato, ser uma ajuda válida para amenizar o problema, já que existem alimentos que deixam a pele oleosa.

Entre os alimentos a que contribuem com a oleosidade da pele, além dos gordurosos, como carnes e queijos, também encontramos aqueles que contêm cafeína. Mas vamos descobrir mais ao logo desse artigo!

Papel da alimentação na pele

Quem tem pele oleosa possui impurezas generalizadas que podem causar espinhas e cravos, além de áreas brilhantes, principalmente na zona T do rosto: testa, nariz e queixo.

As causas da pele oleosa podem ser genéticas ou hormonais. Contudo, a nutrição também desempenha um papel fundamental. De fato, o consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas e açúcares pode refletir na aparência da pele.

Nossa epiderme acumula todas as impurezas introduzidas em nosso corpo com uma dieta desbalanceada. Além disso, ela também é afetada pela carga do fígado, que não consegue descartar os resíduos de maneira adequada.

Durante esse artigo, você saberá mais sobre os alimentos que deixam a pele oleosa.

Pele oleosa: o que é e como reconhecê-la

A pele oleosa é definida como impura, de tez opaca e com aspecto brilhante e oleoso. De fato, é uma pele áspera e oleosa ao toque, com poros dilatados e presença, em alguns casos, de manchas deixadas pela acne.

É um tipo de pele muito comum em adolescentes, mas que também pode existir na idade adulta.

As causas da pele oleosa são diversas, especialmente de natureza genética ou hormonal, mas também pela ingestão de certos medicamentos ou o uso de cosméticos genéricos. Todas as causas levam ao mau funcionamento das glândulas sebáceas.

Essa condição que pode ser agravada se nossa dieta for desequilibrada. Mas como reconhecer uma pele oleosa?

Para fazer isso, você pode realizar um teste simples: pressione um lenço ou um pano de algodão por alguns segundos nas áreas onde a presença de glândulas sebáceas é maior.

Se depois de retirar o tecido da pele você encontrar vestígios de oleosidade ou de umidade, então podemos falar de pele oleosa.

alimentos que deixam a pele oleosa 1

Vitaminas para pele oleosa

Estes são facilmente encontrados em nossa alimentação diária (se balanceada, é claro). Para regular a produção excessiva de sebo, a vitamina B6 desempenha um papel importante.

A vitamina A, por sua vez, é essencial para ajudar a regeneração da pele. Além disso, o betacaroteno ajuda a absorver essa vitamina.

Não nos esqueçamos do essencial ômega-3 e da vitamina E em nossas refeições. Esses nutrientes têm um efeito antioxidante considerável e nos protegem contra os radicais livres.

Alimentos que deixam a pele oleosa

Se você tem pele oleosa, é importante evitar uma dieta desequilibrada. Isso porque ela sobrecarrega o funcionamento do estômago e do fígado. Neste caso, poderá haver uma sobrecarga interna com consequências na pele, como zonas brilhantes, espinhas e cravos pretos.

A primeira coisa a se fazer é controlar alimentos estimulantes como café e chá (os que contêm cafeína). Além disso, também é importante limitar bebidas energéticas.

Você também deve prestar atenção em alimentos muito gordurosos e salgados como carnes defumadas, batatas fritas, queijos e molhos que podem sobrecarregar o fígado.

Evite também alimentos com alto índice glicêmico, aqueles alimentos ricos em açúcares, como doces produzidos industrialmente, cereais refinados, pão branco, macarrão branco, entre outros.

Esses são, na verdade, produtos que provocam um rápido aumento no nível de glicose, (açúcar) no sangue. Esses altos níveis de açúcar desencadeiam uma série de sinais hormonais que podem causar inflamação e, portanto, uma produção excessiva de sebo na pele.

Tente também limitar o consumo de carnes vermelhas ricas em gorduras saturadas em favor de outros alimentos, como legumes ou peixes, que fornecem uma ingestão adequada de proteínas.

alimentos que deixam a pele oleosa 2

O que incluir na dieta para combater a pele oleosa?

Então, qual é a dieta correta para pele oleosa? Nestes casos é importante aumentar o consumo de frutas, tanto frescas como secas. Desta forma você pode abastecer-se de vitaminas e fibras que desintoxicam o corpo e também dão nova energia à pele.

Entre as frutas frescas, as maçãs ganham destaque, já que contêm pectina, substância de ação benéfica na pele oleosa. Entre as frutas secas, principalmente as oleaginosas, escolha amêndoas ou castanhas do Pará, ricas em selênio e úteis para a saúde da pele.

Até o limão é um antibacteriano natural que ajuda a limpar a pele, além do iogurte, um probiótico muito útil no combate à pele oleosa, pois promove a regularidade intestinal e a digestão.

Em seguida, adicione alimentos ricos em gorduras boas, como as sementes de chia, mas também as de gergelim ou linhaça. Essas são ricas em ômega 3 e também podem ser combinadas com vegetais de folhas verdes para auxiliar na digestão.

Para uma pele sem sebo exagerado, privilegie o consumo de vegetais, principalmente os ricos em água, como o pepino. Também vale a pena incluir as leguminosas e grãos integrais na alimentação.

Também é importante beber muita água com baixo teor de sódio: a hidratação tira o excesso de resíduos e as toxinas para uma pele mais saudável.

Gostou de saber mais sobre os alimentos que deixam a pele oleosa? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

O post Alimentos que deixam a pele oleosa: tudo o que você precisa saber! apareceu primeiro em Evi.