Frete grátis para todo o Brasil e 30 dias para reembolso

Carregando...

Seu pedido

Esqueci minha senha

Preencha seu e-mail de cadastro, você receberá as instruções para criar uma nova senha.

Outras opções
Já tenho cadastro Criar uma nova conta

Criar uma nova conta

Acesse seus pedidos e gerencie seus dados.

Já tem uma conta
Acessar minha conta
Alergia na pele: o que é e quais os principais tipos?

Alergia na pele: o que é e quais os principais tipos?

 

Manchas vermelhas, coceira, eczema… Algumas erupções cutâneas podem ser causadas por uma alergia na pele. Mas, como entender os sintomas de alergia na pele? Quais são as diferentes causas das alergias cutâneas?

Para ajudar você a responder essas perguntas, eu preparei o artigo de hoje sobre alergia na pele. Se você deseja saber mais, acompanhe!

O que é alergia na pele?

Pele muito seca, vermelhidão, coceira: os sintomas mais ou menos visíveis de uma alergia cutânea podem ser diferentes, mas todos são incômodos.

Quando nosso corpo reage de forma anormal a uma substância, o alérgeno, pode acontecer que ele manifeste efeitos como esses na pele e em outros lugares do corpo.

Juntamente com as alergias respiratórias, as alergias cutâneas são um problema generalizado. De fato, a incidência da dermatite atópica é estimada em cerca de 10-12% e a da dermatite por contato em cerca de 1%.

Até mesmo a erupção cutânea é muito comum: estima-se que uma em cada quatro pessoas sofra de urticária pelo menos uma vez na vida.

Às vezes é difícil identificar a origem da alergia na pele: muitas vezes é uma alergia de contato, mas também há manifestações cutâneas de origem alimentar, farmacológica e respiratória.

As principais alergias cutâneas são representadas por:

  • Urticária
  • Dermatite atópica
  • Dermatite de contato

Vamos ver um pouco mais sobre esses tipos de alergia na pele.

Tipos de alergia na pele

Urticária

Em resumo, a urticária é uma reação alérgica, aguda ou crônica. Essa se manifesta com o aparecimento de pápulas, bolhas vermelhas e arredondadas, de tamanhos variáveis. É definida como aguda se sua duração for inferior a 6 semanas e crônica se persistir por mais tempo.

Pode ser desencadeada pela ingestão de alimentos a que o paciente é alérgico. Bem como pela administração de medicamentos ou por substâncias dispersas no ar (pólen, poeira, etc.).

Às vezes, pode representar o sintoma de uma doença sistêmica (doença que afeta um ou mais órgãos internos), neste caso, falamos de urticária secundária.

Dermatite de contato 

Em resumo, a dermatite de contato é causada pelo contato direto da pele com irritantes ou alérgenos. No primeiro caso, para que a doença se manifeste, são necessárias concentrações importantes da substância, a serem aplicadas localmente por um determinado período.

No segundo, doses muito pequenas de alérgeno são suficientes por um período muito curto.

Entre os irritantes mais comuns, estão os sabões e detergentes em geral, enquanto a categoria de alérgenos inclui alguns metais (como cromo e níquel). Bem como alguns perfumes, látex e medicamentos de uso tópico (aplicados localmente) e algumas substâncias utilizadas na indústria têxtil e do vestuário.

Dermatite atópica 

A dermatite atópica é uma síndrome alérgica hereditária, comum em indivíduos alérgicos ou em cuja família haja parentes com problemas semelhantes. Geralmente aparece na infância e tende a diminuir na idade adulta.

A causa é desconhecida, mas provavelmente se deve a uma combinação de alterações cutâneas (permeabilidade excessiva, pele seca) e distúrbios do sistema imunológico. O estresse pode agravar a dermatite atópica, mas não pode ser considerado a causa primária.

O que fazer quando a alergia na pele surgir?

De fato, você precisa agir de forma diferente dependendo do tipo de reação cutânea que está tendo. Você também precisará procurar a causa da erupção cutânea e da alergia para evitar a recorrência.

Em caso de dermatite de contato 

Deve-se marcar uma consulta com um médico e tentar identificar a substância em questão. Se você identificou um produto suspeito, pare de usá-lo.

Seu médico pode prescrever um tratamento local, na forma de um creme ou pomada. Esse deve ser aplicado na pele para acalmar a coceira e erupções cutâneas em caso de alergia.

Em caso de urticária

Se os seus sintomas aparecem repentinamente e evoluem rapidamente, ou se é o seu primeiro ataque, é melhor se consultar.

De fato, se não for a primeira vez, você já conhece o alérgeno responsável por suas urticárias. Se você já se consultou, siga as recomendações do seu médico e o tratamento que ele indicou para você (geralmente um anti-histamínico oral).

Se os sintomas piorarem ou persistirem, mesmo após o tratamento, a consulta com um profissional também é necessária.

Como a dermatite atópica vem desde a fase infantil, já se sabe quais são os procedimentos à serem realizados, geralmente orientados por um médico.

alergia na pele 1

Como acalmar uma reação alérgica na pele?

Em primeiro lugar, não aplique creme ou pomada por automedicação sem o conselho favorável de um médico. Você não sabe como sua pele vai reagir.

De fato, aplique o tratamento prescrito pelo médico e não risque. Além disso, evite o contato com o alérgeno ou o produto suspeito de ser a causa de suas reações alérgicas.

Como acalmar uma alergia sem medicação?

Abaixo, eu preparei uma lista de remédios naturais para que você possa fazer caso surja alguma alergia na pele.

Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é um dos remédios caseiros para curar a erupção, principalmente se ocorrer com coceira.

Entre as propriedades e benefícios do bicarbonato de sódio para a pele podemos citar os seus poderes calmantes e esfoliantes. Portanto, ajuda a reduzir a inflamação, irritação e coceira; também elimina células mortas e resíduos na pele.

Para fazer uma pasta de bicarbonato de sódio para acalmar a erupção cutânea, aconselho você a seguir estas instruções:

  • Primeiro, adicione uma colher de sopa de bicarbonato de sódio a uma colher de sopa de água e misture até obter uma emulsão espessa.
  • Em seguida, aplique a pasta na área afetada e, caso necessite de quantidades maiores, respeite sempre as proporções indicadas acima.
  • Deixe fazer efeito, espere entre 10 e 20 minutos, e enxágue com água fria em abundância.

Recomendo que você não deixe a pasta a mais dos limites de tempo indicados acima, pois poderá sentir a desagradável sensação de aperto da pele.

Uma outra maneira é adicionar 1/2 xícara de bicarbonato de sódio na banheira; opção perfeita quando o problema se estende a outras áreas do corpo. Você pode mergulhar na água durante 30 minutos.

Carvão ativado

O carvão ativado contém oxigênio e outros componentes que lhe conferem uma capacidade calmante para a pele. Assim, consegue reduzir a inflamação, vermelhidão e coceira.

Para fazer este remédio caseiro para erupções cutâneas, você precisará comprar cápsulas de carvão ativado e preparar a seguinte pasta:

  • Primeiro dilua 2 cápsulas de carvão ativado com cerca de 10 gotas de água e misture bem até obter uma mistura espessa.
  • Aplicar mais tarde a pasta com o dedo na pele, entenda bem as áreas afetadas, e deixe agir por um tempo de 30 minutos.
  • Enxágue a massa com água morna ou fria. Recomendo usar este remédio até 3 vezes ao dia.

Caso sinta coceira ou queimação durante a aplicação, recomendo fortemente que você enxágue o produto imediatamente. E em seguida, procure um remédio alternativo que seja mais adequado para o seu tipo de pele.

Babosa

De fato, o aloe vera é conhecida pela sua utilidade no tratamento e cuidado de uma ampla variedade de problemas da pele. E é por isso que é uma das melhores soluções.

Quando se trata de erupções cutâneas causadas pelo sol ou pelo calor, como a sauna a vapor, esse remédio é o mais adequado, mas também é eficaz em outros casos.

De fato, ele possuí propriedades refrescantes, calmantes, hidratantes e regeneradoras que ajudam a aliviar problemas de pele em pouco tempo.

Os efeitos são percebidos já desde a primeira aplicação. Para usá-lo, siga estes passos simples:

  • Compre o gel de aloe vera ou, para os amantes de produtos naturais, extraia-o de uma folha. Em seguida, deixe o gel na geladeira por cerca de 30 minutos.
  • Aplique o gel de resfriamento na área afetada e deixe-o absorver. Depois de absorvido, você pode enxaguar com água fria.

Você pode usar este remédio simples e eficaz com a frequência que achar conveniente .

Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é muito usado como remédio. Isso porque possuí detergente, antisséptico, regulador do pH da pele e calmante.

Para usar vinagre de maçã no alívio de erupções cutâneas, sugiro os seguintes passos:

  • Aplicar uma gota deste produto diretamente na pele várias vezes ao dia e massagear de forma que seja bem absorvido pela pele.
  • Deixe secar e, após cerca de 30 minutos, lave com sabão neutro para eliminar o odor.

Outro método de aplicação é misturar uma colher de sopa de vinagre com uma de mel e tomar 3 vezes ao dia; ou aplique nas lesões 2 vezes ao dia, enxaguando bem a área após 30 minutos.

Azeite

De fato, o azeite de oliva é rico em antioxidantes, vitaminas e gorduras saudáveis que proporcionam uma grande capacidade hidratante, regeneradora e calmante.

Por isso, é uma boa opção para curar problemas de pele. Basta seguir as seguintes recomendações:

  • Aplique algumas gotas de óleo na área afetada e deixe absorver. Você pode usá-lo várias vezes ao dia pelo tempo que precisar.

Também é um excelente método de prevenção para quaisquer erupções cutâneas futuras.

alergia na pele 2

Minhas erupções cutâneas podem estar relacionadas à Covid-19?

De fato, o Covid-19 também pode desencadear várias reações cutâneas que podem fazer você pensar em uma alergia. Se você tiver outros sintomas suspeitos (tosse, febre, fadiga, perda do olfato, etc.), consulte um médico para um teste de rastreamento.

Gostou de saber mais sobre a alergia na pele? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Você também pode gostar

Recomendado para você

LANÇAMENTO

Sérum Iluminador Facial

R$ 134,90